Se você busca atuar em uma área multidisciplinar, que tem como base a Psicologia Cognitiva, Pedagogia e Neurociência, então você vai se identificar com a Especialidade em Neuropsicopedagogia.

Continue a leitura deste guia completo para você atuar na área e se tornar um especialista!

Inicialmente, para entender os objetivos e funções principais da Neuropsicopedagogia, você precisa saber que a área busca compreender como o cérebro influencia em nossas funções cognitivas que, em geral, incluem:

  • Atenção;
  • Capacidade de Julgamento;
  • Comportamento;
  • Memória;
  • Emoções;
  • E Raciocínio.

Para realizar este trabalho tão importante, o especialista pode atuar dentro dos setores institucional, clínico e hospitalar.

Institucional

Em uma instituição de ensino, por exemplo, o Neuropsicopedagogo pode desvendar desafios e problemas de alunos que, aparentemente, são considerados “problemáticos” ou de baixo rendimento. A verdade é que por trás existem diversas complexas razões e que o sistema educacional brasileiro, muitas vezes, não consegue atender.

Nesse cenário, o profissional vem para somar o corpo docente, descobrindo fatores que dificultam a aprendizagem deste aluno. Outra atuação possível é trabalhar com a inclusão ao lado de estudantes que necessitam de atenção especial, como crianças mudas e surdas.  

Clínico 

Uma das atuações mais conhecidas do Neuropsicopedagogo é com crianças autistas e neste caso o profissional vem para contribuir com o desenvolvimento do paciente. Seja raciocínio, melhora na atenção, comportamento social e até aprender a traduzir suas emoções, o especialista pode fazer com que quadros de saúde e bem-estar sejam melhorados, fazendo com que o autista se desenvolva para os desafios diários em todas as fases da vida.

Hospitalar 

Já em ambientes hospitalares, este profissional pode auxiliar em terapias e reabilitação de pacientes, por exemplo, com Alzheimer ou que sofreram qualquer nível de Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

Este é um trabalho mais personalizado e individual, visto que nem todos os pacientes precisam de uma atenção como esta. Diferente de um ambiente escolar, por exemplo, onde o Neuropsicopedagogo tem mais autonomia para trabalhar com a comunidade escolar como um todo.

De todo modo, em ambiente hospitalar ou instituição de ensino, este especialista é o que tem o poder de ser um agente de bem-estar e transformação para seus pacientes.

Por onde começar para atuar na área de Neuropsicopedagogia

Até aqui, você descobriu como a Neuropsicopedagogia age em nosso cérebro e os ambientes onde este profissional pode estar inserido aplicando os seus conhecimentos, que só são adquiridos em um Curso de Especialização na área.

Dessa maneira, então, para ser Especialista em Neuropsicopedagogia, o profissional deve ser formado em Psicologia ou em outra área relacionada à saúde ou educacional, de nível superior, com interesse em aprimorar os seus conhecimentos de qualquer lugar.

A oferta é grande, afinal, o mercado de trabalho para o Neuropsicopedagogo está em ascensão. Segundo pesquisas nacionais, os brasileiros apresentam baixa escolaridade. Para se ter uma ideia, de acordo com o site do IBGE em matéria de 2020, de um estudo feito em 2019, mais da metade das pessoas de 25 anos ou mais não completaram o ensino médio. Os dados podem ser ainda mais alarmantes quando pensamos que após esta pesquisa tivemos uma pandemia, onde os alunos regulares ficaram muito tempo desasistidos e, muitos, sem acesso às aulas.

Em um cenário cheio de desafios e muito conturbado, onde as escolas buscam rever planos, orientar e nivelar a educação de crianças e adolescentes, o Neuropsicopedagogo vem para somar, instruindo e entendendo as particularidades de cada estudante – como explicamos anteriormente.

Com isso, pode-se dizer ainda que o Especialista em Neuropsicopedagogia é um agente de transformação. É o caso de quem atua na área clínica ou ainda em ambiente escolar. Afinal, ao finalizar a Especialização, que pode ser feita conforme a rotina de trabalho e à distância, o profissional atende pessoas do Transtorno do Espectro Autista (TEA), com Síndrome de Down ou outras particularidades.

Ou seja, existem muitos mundos a serem explorados e, dessa forma, é importante você saber também por onde começar e com quem contar neste caminho. Neste guia, também instruímos você neste sentido, que tende a ser muito próspero.

Saiba mais!

O que o Neuropsicopedagogo pode fazer

Como vimos anteriormente, o Especialista em Neuropsicopedagogia pode atuar em diversos locais, uma vez que este profissional pode aplicar testes e mapear o cérebro de pessoas, entendendo as melhores formas de desenvolvê-lo perante aos desafios encontrados e questões pessoais.

No caso do ambiente educacional, o Neuropsicopedagogo estuda as dificuldades que muitos alunos têm em aprender. A partir disso, junto com o corpo docente, ele encontra formas de desenvolver o estudante dentro e fora da sala de aula, complementando o que abordamos anteriormente neste guia.

Paralelo a isso, o Neuropsicopedagogo é um agente de inclusão, sendo um dos profissionais mais aptos a receber pessoas com necessidades, preparando a equipe e toda a comunidade escolar para viver e entender a diversidade.

Como é o mercado de trabalho na área de Neuropsicopedagogia

No tópico anterior, tocamos em um tema muito pertinente: diversidade. Sendo assim, é importante relembrar que este é um dos assuntos que mais está em voga na atualidade. Ou seja, o mercado de trabalho na área de Neuropsicopedagogia está em expansão e, quem é especializado, está um passo à frente em concursos e vagas de trabalho.

Por exemplo: estudos indicam que um profissional especialista em determinada área, como é o caso da  Neuropsicopedagogia, ganha salários mais altos, diferencia-se dos concorrentes e conquista ainda mais reconhecimento no mercado.

O psicólogo, profissional da saúde ou educador, ao buscar ser um Neuropsicopedagogo, recebe uma especialização que complementa a formação de base, centrando-se em um campo de investigação importante: as neurociências. 

Como ser Especialista em Neuropsicopedagogia

Se você ficou interessado na área e tem interesse em ser um agente da transformação, conheça o curso da Faculdade Famart, para você aprender de onde você estiver e a hora que puder.

Saiba mais sobre a Neuropsicopedagogia EAD em nosso site.